Você já deve ter ouvido falar sobre isso: Criança deve ser criança e brincar bastante! Mas, qual o significado na prática? Significa que as brincadeiras vão muito além de uma simples distração, pois elas também são responsáveis pelo desenvolvimento das crianças. 

Como aliar uso e aprendizado da tecnologia com socialização – Criança deve ser criança e brincar! Esse é o grande desafio dos pesquisadores e pedagogos no mundo. Hoje, a tecnologia avança em uma velocidade constante e as crianças estão inseridas neste meio e se desenvolvendo com ela.

As crianças experimentam e descobrem o novo, exploram o desconhecido e começam a construir as relações em sociedade e da inteligência, mas como aliar o uso da tecnologia de forma positiva a essa importante fase da vida? Confira as dicas de como estimular e desenvolver crianças com o uso positivo da tecnologia.

Criança deve ser criança e brincar! Desde o nascimento…

Desde cedo, a tecnologia faz parte das vidas dos seres humanos. Hoje em dia, o bebê já nasce dentro de uma sociedade que faz uso dela todos os dias. Exemplo dos smartphones que fazem parte da vida da população. Diante deste cenário, vem a questão de como aliar de forma positiva e interessante o uso e aprendizado de tecnologia com o processo de aprendizado?

Pois a tecnologia pode ser uma aliada da aprendizagem, desde o nascimento. Os bebês, por exemplo, precisam receber estímulos para o seu desenvolvimento. Hoje em dia, estão disponíveis para celular, tablets ou computador, diversos aplicativos para desenvolver as áreas auditivas, cognitivas e visuais dos bebês. São brincadeiras e joguinhos que interagem e despertam a curiosidade deles: Ao tocar o dedo na tela, aparecem quadrados com cores diferentes e, cada uma delas, possui uma música. E ainda, aqueles que, de forma lúdica, estimulam as áreas neurais do cérebro e ainda trabalha na coordenação motora, por meio da emissão de sons, tais como músicas e dos instrumentos. Esse tipo de brincadeira tecnológica ainda pode ser um momento prazeroso que reúne pais e filhos no desenvolvimento de laços importantes já no período da infância.

Tecnologia como aprendizagem e diversão!

É fato que as salas de aula de hoje, além do lugar da lousa, giz, caderno e lápis, tem muitos itens tecnológicos. Computadores, notebooks, smartphones, tablets, internet, por exemplo, já fazem parte do dia a dia dos alunos. Os recursos contribuem para o desenvolvimento e a criação das competências digitais necessárias para essa nova sociedade.

Aulas de tecnologia e inovação aliam aprendizado com socialização

Por conta das constantes mudanças da sociedade é muito importante que as crianças e adolescentes desenvolvam habilidades e aprendam programação e robótica desde a fase escolar. As aulas envolvem raciocínio lógico, ajuda na tomada de decisões, a organizar pensamentos e ideias, melhora o trabalho em equipe, a criatividade e ainda, podem transformar o mundo.

No Brasil, a escola referência no ensino, Happy Code, está presente em várias regiões e também já conta com unidades fora do país, em Portugal. Os cursos ajudam os estudantes a aliar o uso e aprendizado da tecnologia com muita diversão através de projetos em sala de aula. Eles podem pensar em algo que a sociedade precise e criar um aplicativo, por exemplo.

Desenvolvimento de habilidades essenciais

Jogos didáticos podem incluir o conteúdo de aprendizagem por crianças de todas as idades e já estimular e desenvolver uma série de disciplinas, como Língua Portuguesa, Matemática, Ciências…

Em uma escola de Minas Gerais foi além: criou uma mesa digital para alfabetizar crianças de entre 6 a 12 anos. Toda computadorizada, a mesa conecta o monitor e as crianças vão encaixando blocos de letras do alfabeto em um painel eletrônico para formar uma palavra. A medida que são encaixadas, o software mostra as letras na tela do computador. O recurso ajuda as crianças a descobrir o alfabeto e a construção das palavras e significados.

A Happy Code conta com os robôs educativos Dash & Dot  que auxiliam o processo de aprendizado das crianças que podem aprender o conceito de programação desde os cinco anos de idade com muita diversão. Sim, elas aprendem brincando e podem criar diferentes combinações!

Tecnologia não substitui as relações pessoais

Apesar de a tecnologia invadir as relações humanas, uma coisa é certa: Não substitui as relações pessoais. Convívio em sala de aula e com familiares são a base do maior aprendizado e nunca dever ser deixado de lado.

Gostou das dicas de como aliar uso e aprendizado de tecnologia com socialização – Criança deve ser criança e brincar! Então, aplique os recursos na rotina dos seus filhos e divirtam-se.

Aproveite e agende uma aula experimental na unidade mais próxima e conheça todos os cursos, metodologia e profissionais envolvidos para levar a melhor experiência nas aulas de tecnologia e inovação.

Quer que seu filho aprenda na prática?





Powered by Rock Convert