fbpx

Já deve ter passado por esta situação: o seu filho deveria estar a estudar, mas ao chegar ao pé dele, percebe que está completamente distraído e até mesmo uma mosca é capaz de atrair a sua atenção. Para quem tem crianças em casa, esse problema é normal e levanta uma questão aos pais: como ajudar o meu filho a concentrar-se?

Este é um assunto importante, pois é preciso desenvolver competências nos mais jovens desde muito cedo, e entre elas está a capacidade de manter o foco e a atenção. No entanto, não precisa de desesperar, já que isso é normal e pode advir de factores como ansiedade, mudanças repentinas, objetos atractivos por perto e assim por diante.

Quer saber como ajudar o seu filho a concentrar-se nas actividades diárias? Então, continue a ler este artigo e veja algumas das nossas dicas!

Mantenha-se calmo, mas firme

Em primeiro lugar, ao assumir a tarefa de ajudar o seu filho a ter mais concentração nas suas actividades, é fundamental manter-se calmo, uma vez que a distracção é comum na infância. Além disso, caso ela seja reflexo de ansiedade, stressar com a criança poderá piorar a situação em vez de a resolver.

No entanto, é preciso ser firme. O seu filho tem de entender que aquilo que está a tentar ensinar é um assunto sério, pois trata-se de compreender o que ocorre dentro de si mesmo e de procurar sentido no que faz.

Concentração, aliás, é exactamente isso, e será uma competência importante em vários aspectos na vida, o que envolve os estudos, o trabalho ou uma simples conversa com amigos.

Faça listas

Algumas vezes, a falta de concentração decorre da desorganização. Afinal, perante tantos afazeres, a criança pode-se sentir perdida, e não se pode esquecer que ela ainda não tem o discernimento necessário para os listar e definir prioridades. Portanto, que tal ajudá-la?

Incentive-a a criar o hábito de fazer uma lista com as actividades que deve realizar. Para isso, deverá mostrar-lhe algumas vezes como se faz isso, e depois deixar que ela mesma a elabore sozinha, seguindo o tempo necessário para cada compromisso. Além de se organizar e cumprir metas, as crianças sentem-se vitoriosas ao riscar cada um dos itens da lista, o que lhes serve de estímulo.

Estimule a memória

A memória de curto prazo tem forte relação com a capacidade de a criança se concentrar nas suas actividades. Isso deve-se ao facto de que, se ela tem dificuldade em reter informações, também terá pouco interesse nelas e isso impede-a de se concentrar no que é preciso.

Sendo assim, estimule a memória dos mais novos, para que passem a absorver melhor e por mais tempo o que chega até eles. Pode explorar esse aspecto inscrevendo o seu filho num curso de tecnologia. Há opções como programação, maker e robótica que, através do pensamento computacional e da montagem de estruturas e projectos, estimulam competências importantes para o desenvolvimento das crianças, incluindo a concentração.

Convide para a prática de actividades físicas

A prática de actividades física é uma boa estratégia para estimular a concentração na infância. A verdade é que crianças sedentárias acumulam muita energia, e isso impede-as de ficarem quietas e concentradas numa só coisa durante muito tempo.

Além disso, trata-se de uma maneira lúdica de estimular o foco para alcançar determinado objectivo. Por exemplo, para jogar basquetebol, é preciso concentra-se num alvo e atirar a bola até a cesta, certo? Pois é exactamente disso que estamos a falar.

Dessa forma, deve ter entendido que a falta de foco da criança nas suas actividades é bastante comum e tem solução, basta praticar. E, para ajudar nisso, algumas estratégias, como as listadas acima, podem funcionar.

No entanto, cabe à criança cumprir as tarefas por si mesmo, ou seja, nada de realizá-las por ela. Afinal, a questão é como ajudar o seu filho a  concentrar-se, verdade? Portanto, estamos a falar de um auxílio. Ainda, é ele quem deve ser o protagonista da sua própria vida, sendo essa, inclusive, uma lição sobre autonomia que será bastante útil no futuro.

Aprender a concentrar-se é também uma forma de trabalhar a capacidade cognitiva da criança. Perceba por que ela precisa de ser desenvolvida!

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos leccionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de actuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code lecciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projectos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.
Para saberes mais, vê os nossos cursos e segue-nos:

 face   insta   twitter    pint

Powered by Rock Convert